O que sobra para a entrevista?

Afinal de contas, (na entrevista ) por que tanto se perturba com essa história de não colocar tudo no currículo? Documentação, filiação, todo o histórico profissional, etc? Muitas são as razões, mas eu resolvi abordar uma que eu acho que seja a mais óbvia.

Alguma coisa que tem que sobrar para ser dita na entrevista, não? Se você coloca seus documentos no currículo, coloca o nome dos seus pais, toda a sua vida profissional (desde o estágio de ensino médio), coloca também referências, assina, põe data, foto e uma outra infinidade de coisas… O que sobra para você ser entrevistado? Nada.

Convenhamos: a entrevista nunca pode ser vazia. Ela não pode ser “conversa de buteco”. Algo deve sempre ser dito uma vez que o recrutador aborda você. Os recrutadores estão ali para te conhecer, para saber quem é você, para saber de sua vida profissional e o seu currículo foi meramente o seu cartão de visitas para chamar a atenção do recrutador. Se tudo sobre você está no currículo, só resta saber o que você faz para se divertir e, sinceramente, isso não vai refletir tanto no seu trabalho.

Um currículo grande demais conta demais sobre você e vice-versa: um currículo pequeno e resumido demais conta quase nada sobre você. O “segredo” é o equilíbrio. Um currículo bem elaborado atrai a atenção do recrutador para uma entrevista pessoal e é na entrevista que você alimenta a boa imagem que você deixou com o seu currículo.

Boa sorte!

Venha fazer a divulgação de seu currículo para empresas parceiras!

Também faço alteração de layout de seu currículo, quer sabe mais? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *